quarta-feira, 20 de setembro de 2017

verniz moralista

da liminar que flexibiliza a resolução 001/99 do cão. da reação no molde 'amor é amor. do post foda da marília moschkovich, que nos convida a reflexão: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=10155044737288576&id=616283575

sexta-feira, 31 de março de 2017

silogismos

essa brincadeira do queijo suíço mostra como podemos desenvolver um silogismo sem muito critério e chegar a uma conclusão equivocada. mesmo assim, o simbolismo do queijo suíço com o estado neoliberal é irresistivelmente provocativo: aquele queijão cada vez maior, cada vez mais esburacado (e aí o equívoco neoliberal estaria em achar que o estado realmente ficaria menor). a associação com o best seller de autoaju... errr, autoconhecimento, 'quem mexeu no meu queijo', é uma provocação-brinde, rssssss.

criticar o neoliberalismo é se arriscar numa briga boa já que tem sobrado desinformação e revisionismo histórico entre os defensores, ideólogos e think tanks neoliberais. afinal, tem gente que afirma que neoliberalismo não existe, que o nazismo está muito mais à esquerda do que à direita, que ideologia é defeito da posição política do coleguinha (como nesse o conceito de neoliberalismo) ou que não tem muita coisa em comum entre liberais e nazistas. mas a gente tem que ouvir e questionar e discutir com essa galera. e a tirinha tenta isso, ainda que seja pela linha da provocação.

e já que tô provocando:
pare de achar que o liberalismo é oposto ao fascismo. eles possuem mais afinidade do que você imagina.
sim, o neoliberalismo existe
5 mitos dos defensores do livre-mercado que se tornaram senso-comum